sábado, 11 de junho de 2011


... China ...

A medicina tradicional chinesa está vinculada à doutrina cosmológica do Yi-King, o livro das Transformações (séc. V a.C), em que se preconiza a existência de um princípio imutável e eterno (tao), que se manifesta em estado de repouso (yin) e em movimento (yang), estados que se sucedem ritmicamente, sem se destruírem nem interferirem mutuamente.
A doença é então explicada pela figura legendária do médico PIEN TS'IO (450 a.C), como um desequilíbrio Yin Yang. Na época de TSEU YEU (336-280 a.C) a China recebeu conhecimentos da Índia e do Irão, introduzindo-se então na sua cultura a teoria dos cinco elementos (metal, madeira, água, fogo e terra); a partir de estas teorias construiu-se o sistema médico chinês, homólogo ao sistema médico indiano, grego e mais tarde árabe.
CHANG CHONG KING (145-212 d.C.) é considerado como o Hipócrates chinês. Foi o primeiro médico a tentar retirar o véu do misticismo em que se encontrava a medicina chinesa e diferenciou notavelmente os sistemas Yang do Ying.
A sua obra distinguiu-se tanto no Oriente como no Ocidente e terá mesmo influenciado Galeno.

Sem comentários: