terça-feira, 31 de maio de 2011

Watteau, o pintor da felicidade






Antoine Watteau é um símbolo do rococó francês - com seus quadros de cenas idílicas, ricas em detalhes e atmosfera de cores claras. As obras do artista sugerem a ideia de felicidade, mas há muito mais para além dessa superfície. Cada imagem revela um Watteau que, além de dominar a técnica, possui uma fina crítica sobre a sociedade e sobre a própria humanidade.

sábado, 28 de maio de 2011

O diálogo silencioso de Edgar Martins





Edgar Martins, fotógrafo português residente em Londres, ganhou o prémio BES Photo em 2009 e é considerado por alguns um novo talento da fotografia contemporânea. Focando-se nos espaços vazios, o artista pretende estabelecer um diálogo através da simbiose do factual e do ficcional.

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Monster Chocolate







"Monster Chocolate Co. is a conceptual line of novelty chocolate products that would ideally be found in curiosity shoppes and specialty food stores. Each product features a censored sideshow star and short bio on the rear label. Customers are invited to purchase and unwrap the outer layer to find out what’s “behind the curtain.”

Oliver Morris







Visto aqui !

sexta-feira, 20 de maio de 2011

David Ligare

"Symi" ( Thrown Drapery ), 1979, Oil on Canvas

"Georgic Landscape", 2005, Oil on Canvas

"In Praise of Italy", 1987, Oil on Canvas

"Regenerare", 1994, Oil on Canvas

"Landscape for Baucis and Philemon", 1984, Oil on Canvas

"Still Life with Rock and Leaf", 1994, Oil on Canvas

"Still Life with Grape Juice and Sandwiches", 1994, Oil on Canvas

"Still Life with Apples and Wheat", 2006, Oil on Canvas

"Still Life with Peaches and Water", 2005, Oil on Canvas

"Still Life with Apples", 2007, Oil on Canvas

David Ligare, nascido em 1945, é um pintor americano neo-classicista.
Desde 1978 que dedica-se a "representar" naturezas mortas, paisagens e figuras inspiradas na antiguidade greco-romana.
As suas influências principais são as teorias filosóficas do escultor grego Polykleitos, o filósofo e matemático Pitágoras, bem como a obra de Nicholas Poussin,
pintor clássico do séc XVIII.

terça-feira, 17 de maio de 2011

100 Anos de Arte Portuguesa

"Paisagem de Lisboa" de Nikias Skapinakis ( óleo sobre tela, 1972 )

"Alto dos Sete Moinhos" de João Hogan ( óleo sobre tela, 1950 )

"Vista de Lisboa" de Carlos Botelho ( óleo sobre tela, 1970 )

"Ceifeiros em Descanso" de Dordio Gomes ( óleo sobre platex, não datado )

"Vau V" de Joaquim Rodrigo ( vinílico sobre platex, 1980 )

"Quatro Estações" de João Vieira ( acrílico sobre papel, sobre platex, 1989 )

"Mort de Rembrant" de Eduardo Luiz ( óleo sobre tela, 1985 )

Sem Título, de António Palolo ( acrílico sobre tela, 1992 )


O Grupo Millennium bcp irá fazer circular pelos principais centros populacionais do País uma selecção de cerca de quatro dezenas de quadros de autores portugueses da sua colecção e cuja produção se situa entre os anos 1884 e 1992.
Esta escolha contempla, para o período em referência, alguns dos maiores nomes da pintura portuguesa e cobre em especial os designados movimentos naturalista, modernista e de arte contemporânea, embora com predomínio deste último.
Encontra-se assim colocada à disposição dos públicos a grande aventura da pintura europeia desde meados dos séculos XIX, quando a estética naturalista exigiu aos artistas representar, não a beleza idealizada do classicismo, mas as gentes e as paisagens de um lugar e de um tempo concretos.

Estas foram algumas das obras que mais gostei !
Não percam esta exposição itinerante de pintura que encontra-se patente no Museu Condes de Castro Guimarães ( Cascais ) até 29 de Maio de 2011 ! ;)