sábado, 26 de dezembro de 2009

"O Ano do Pensamento Mágico"

Encenado por Diogo Infante, "O Ano do Pensamento Mágico" é um monólogo inspirado na história verídica da escritora e jornalista americana Joan Didion.
Uma história de perda e dor, que mostra a profundidade que só as grandes relações têm e reflecte sobre a doença e a morte, a probabilidade e o acaso, a saudade e o amor.
O ponto de partida é a noite de 30 de Dezembro de 2003, na qual Joan Didion e o seu marido, John, entram em casa depois de visitarem a filha Quintana, internada com uma infecção generalizada. Sentam-se para jantar e eis quando no silêncio que se instala, John morre de ataque cardíaco.

Foi assim que no passado dia 20 de Dezembro eu e a minha amiga Alexandra assistimos, no Teatro Nacional D. Maria II, a uma excelente interpretação de Eunice Munoz no papel da escritora já referida anteriormente.
Esta foi o epicentro a partir do qual o espectáculo desenvolveu-se, numa encenação construída à sua medida e que tirou partido da sua arte sublime.
A cenografia de Catarina Amaro incluía uma dimensão figurativa que ambicionava representar as sinapses de um cérebro ou as raízes da árvore de uma vida, mais do que o espaço físico que rodeava a actriz.

A narrativa, sem ser cronológica, apresentou-se-nos como uma amálgama de estados de alma, cosendo retalhos de memórias felizes com desejos desfeitos, numa sucessão de elipses, saltos e mudanças de tom.
O tema musical, composto por João Gil e interpretado ao piano por Ruben Alves, foi surgindo ao longo da peça, de forma a pontuar as diferentes emoções que preencheram o monólogo.

Enfim, ficámos emudecidas perante a interpretação simplesmente exemplar de Eunice Munoz. A sua perfeição é uma coisa que parece só se ganhar com a experiência, com o tempo.

Apenas a lamentar o final de tarde chuvoso e gélido que ainda assim não nos impediu de darmos uma 'corrida' até à famosa Confeitaria Nacional para bebermos uma apetecível chávena de chá ! ;)

Leiam aqui um belíssimo excerto sobre a dor da perda, retirado do livro "O Ano do Pensamento Mágico" de Joan Didion !

1 comentário:

Lou Salomé disse...

Fui ver esta peça ontem à noite... também me deixou emudecida e plantou em mim uma saudade, ainda que vaga, daqueles que hoje estão comigo e que a vida um dia levará. Como ela própria disse, "aconteceu comigo, mas poderia ter acontecido com qualquer um de vós", porque a vida é isso mesmo, um jogo de sorte ou azar, em que a esperança é nada mais, nada menos do que esse pensamento mágico que nos faz viver!