domingo, 28 de setembro de 2008

Mês do Chocolate na Fragoleto !

" Há já três anos que Manuela Carabina abriu a Fragoleto, que em italiano significa morangueiro. Profissional da comunicação, rendeu-se aos encantos da geladaria italiana e viajou até Rovigo para tirar o curso de mestre em gelados. Desde então que esta loja anda a apanhar despercebidos muitos trauseuntes na Rua da Prata. E não é para menos... Apesar de pequena, tem uma montra capaz de encher os olhos de qualquer um com sabores para todos os gostos e para todas as pessoas, até para diabéticos.

Soja cacau, chá Kasmir, mel da Beira Alta com gengibre, moka, ananás, stracciatella, chocolate clássico, arroz doce, morango, maracujá, figo, iogurte com frutos silvestres, cheesecake, chococo, chocororange e a lista continua. Em copo, em cone, em caixa ou em caneca.



Não há uma sem duas...Anualmente, há uma campanha na Fragoleto. O ano passado foi a caneca, que permite colocar os topings à parte do gelado numa asa aberta que também permite segurar o gelado sem que as nossas mãos o aqueçam. Isso e o mês do chocolate. À semelhança dessa altura, também este ano se repete o mês do chocolate, mas numa iniciativa que traz ingredientes novos. Abram alas para o Dueto de Chocolate.



Dueto porque permite degustar não um, mas dois sabores à vontade do freguês. E especial porque tem uma embalagem nova, com um conceito e design criados pela própria Manuela: dois copos de degustação, feitos de plástico e ligados por uma ponte. Este método permite experimentar dois sabores sem que estes entrem em contacto um com o outro.


Todos os anos, há sabores por experimentar. E este ano, o chocolate está em destaque. Vejam só: moka (café com chocolate), chocorange (chocolate com laranja), chocolate exotic (com gengibre e um toque de pimenta preta), chocolate com frutos secos ou no chocolate com medronho. Mas se dois sabores é seguramente bom, casos há em que três pode até nem ser demais... "

A tentação continua até 15 de Outubro ! ;)

LISBOA Fragoleto. Rua da Prata, 74. Dias Úteis das 11h00 às 20h00. Sábados das 14h00 às 20h00. Desde 1,80 euros. Telefone: 218877971

Texto de Andreia Melo retirado de Lifecooler




Os Vibrantes Vermelhos da Índia !






Presente nos principais momentos da vida religiosa, pessoal e pública dos Indianos, o vermelho representa a celebração, alegria, boa sorte e paixão. Neste último aspecto, temos a cor firmemente marcada nas cerimónias de casamento, sendo aqui que reina soberana: nas mãos e pés, as tatuagens coloridas de hena enfeitam as noivas com desenhos; a seda usada na ocasião é vermelha, geralmente bordada com desenhos arrematados por fios dourados; o fogo - centro do ritual das bodas - é atiçado com produtos que o faz reluzir vermelho. Por fim, o sindoor, pó escarlate que simboliza a benção e a prosperidade no casamento é aplicado no penteado da noiva.

Outro pó vermelho é o gulaal ( talco feito de pó de sândalo e corantes extraídos de pétalas de rosas ), utilizado no Festival Holi, o carnaval de rua indiano.Também é com corantes semelhantes a esses que são feitos os rangoli, desenhos pintados no chão para enfeitar as casas e praças.

Existe ainda uma conotação religiosa: o vermelho é a cor da veneração da deusa Durga que representa o feminino sagrado, predominando nas oferendas feitas a ela.

No maior estado da Índia, o Rajastão, turbantes, véus e saias vão do rosa ao vermelho; as jóias são predominantemente feitas de rubi e vê-se o arenito vermelho nas fachadas das casas, influência herdada da arquitectura mongol.

As pimentas, os xailes, as flores, as cerejas, as maças de Kulu, tudo ao redor parece conduzir a Índia para essa cor que habita o imaginário tradicional e faz surgir conjuntos concretos impossíveis de serem descritos !

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Feira Esotérica de Oeiras ... a não perder !

Entre hoje e o dia 05 de Outubro de 2008 realizar-se-á mais uma vez na Fundição de Oeiras a 5ª edição da Feira Esotérica e Bio Alternativa de Oeiras.

No local estarão presentes profissionais altamente qualificados e dotados de amplos conhecimentos nas mais diversas ciências esotéricas, entre elas Tarot ( ciência egípcia que utiliza cartas diferentes das convencionais ), Jogo de Búzios, Quiromancia, Cartomancia, Vidência e Runas.

Terapia de Som Tibetana, baseada na sabedoria ancestral de acção curativa através do som. Apenas uma vibração harmónica, um som harmónico nos conduz, a nível físico, psíquico e espiritual, a um bem-estar connosco próprios, com o meio ambiente e com o universo.

A Feira traz ainda o Jogo de Búzios, de origem africana e composto por 16 Búzios, que revela a vida material e espiritual da pessoa; e a Quiromancia, de origem cigana, que traça o perfil da vida de cada um em todos os aspectos, através da leitura das linhas das mãos.

No espaço reservado à Cartomancia, o baralho traduz o passado, presente e futuro. Mas, para quem desejar, ainda há mais outra opção: uma consulta com as Runas, pedras que simbolizam o milenar oráculo Viking, cujas interpretações prometem revelações directas, envoltas de subtilezas, levando a pessoa a fazer uma auto-análise e a mergulhar no seu interior.

Também haverá cinquenta horas de vários espectáculos lúdicos como magia, Yoga, fakir, dança do ventre, capoeira, índios do Equador com a sua music native spirit e a tradicional Queimada das Bruxas à moda Galega.

Entradas: Dias úteis - 3€; Fim-de-Semana e Feriados - 5€; gratuitas para deficientes motores, invisuais, maiores de 65 anos e crianças até aos 12 anos.

A Feira decorre de segunda a sexta, das 18 às 24 horas, sábados e domingos das 14 às 24 horas !






quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Ponte Khaju






Localizada na província de Isfahan, no Irão, a ponte Khaju cumpre múltiplas funções. A primeira e mais elementar é a de ligação entre as duas margens do rio Zayandeh; simultaneamente serve de dique e separa dois trechos do rio com níveis diferentes; por fim, é um excelente local de lazer, com os seus pavilhões e degraus sobre a água, numa região onde o calor se faz sentir com intensidade.

A ponte foi construída no século XVII com vinte e três arcos ogivais feitos em pedra e tijolo vencendo um vão de 105 metros. No nível superior o tabuleiro possui um corredor central pavimentado, por onde passa o tráfego rodoviário (cavalos e carroças, principalmente), e duas galerias laterais cobertas por abóbadas destinadas aos peões. A concepção funcional e a qualidade do espaço são irrepreensíveis.

As arcadas que suportam o tabuleiro são utilizadas como local de repouso e refresco graças à sua sombra e proximidade com a água. Mais abaixo, alicerces bem delineados sustêm e encaminham as águas do nível superior, a montante, para o nível inferior através de um conjunto de degraus muito elegante que agarra toda a estrutura ao leito do rio. São usados comummente pela população como plataforma de desfruto do rio, como se fosse uma praia fluvial.

sábado, 20 de setembro de 2008

Objectos Dispensáveis mas Imperdíveis !






Tendo como um de seus slogans: " Coisas que funcionam, colocam um sorriso no seu rosto e não custam uma fortuna ", os americanos de Fred&Friends surpreendem com o seu design divertidíssimo capazes de provocar pelo menos uns minutos de descontracção até durante aquele dia de trabalho super stressante. Verdadeiras ilhas de alívio num quotidiano cada vez mais sisudo e maluco. Aos interessados, há lojas espalhadas pelos Estados Unidos e Canadá além de, claro, um espaço virtual com todas as peças do catálogo da fascinante loja.

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Sofá de Pixels




Este é um produto típico de uma nova geração de designers, aqueles que cresceram com os computadores, jogaram os seus jogos e aprenderam a utilizar os seus programas. Para eles, que trabalham com imagens digitais, um pixel é uma coisa natural. É, pois, igualmente natural que as suas propostas veiculem uma estética também digital. Nada melhor do que começar pelo elemento mais simples, o pixel, precisamente.

Cristian Zuzunaga é visivelmente obcecado por pixels. Por isso terá desenhado este sofá revestido com um tecido cujo padrão é composto por enormes quadrados policromados e não certamente por falta de resolução... O protótipo irá ser produzido pela firma dinamarquesa
Kvadrat e comercializado pela Moroso !

sábado, 13 de setembro de 2008

Fotografia Publicitária Criativa






Localizados na Roménia, os estúdios Carioca especializaram-se na produção de fotografia publicitária para grandes clientes como a Toyota, Kraft, Nestlé, Sony, Green Peace Saachi and Saatchi, entre muitos outros nomes da ribalta internacional. O trabalho é de um rigor técnico e criatividade impressionantes.

Os responsáveis por este estúdio defendem que não possuem um estilo próprio, pois acreditam que o visual, quer em termos fotográficos ou ilustrativos, deve claramente transmitir a mensagem correcta para a situação e produtos que se propõe retratar. Para obter esse resultado, socorrem-se desde imagens simples com pequenos retoques, até à mais complexa composição, cheia de efeitos especiais. Todo o processo criativo, desde a ideia à execução e pós produção, é feito inteiramente in-house, pois somente desta forma se obtém controle e harmonia de todo o processo. Os resultados são verdadeiramente incríveis.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Retro Futurismo





Diversas pessoas ao longo da história tentaram antecipar o que seria a vida numa sociedade futura. Desde grandes infraestruturas, edifícios, estradas, veículos, utilitários do dia-a-dia, até naves e habitats espaciais.

Pessoalmente acho fascinante pegar numa revista com 20 ou 30 anos e observar algumas ilustrações onde os autores retratavam o que seria o nosso futuro. Algumas imagens serão puro delírio - pelo menos para já - mas outras, são autenticamente visionárias. Neste site alemão http://www.retro-futurismus.de/indexenglish.htm, encontrei um conjunto de ilustrações retro futuristas muito interessantes.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Torradeira Derretida


Não, não é uma instalação ou qualquer outra obra de arte contemporânea; é mesmo uma torradeira. O designer Olivier Gregoire revestiu o aparelho propriamente dito com duas chapas metálicas que aparentam estar derretidas por acção do calor. Bastante sugestivo. Mesmo fria ninguém lhe toca...

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Shoe Fleur






Os artistas costumam partilhar com os loucos o inevitável impulso de ver sempre algo além do algo visto, é assim que transformam os objectos, a natureza e os corpos em novos objectos, dotados de novas naturezas e novas formas corpóreas. É nessa reflexão que se encaixam perfeitamente as produções do fotógrafo francês Michel Tcherevkoff: "fotografar coisas que simplesmente existem não é interessante para mim". Dessa forma, de manipulação em manipulação do que vê, chegou às criações de sapatos feitos de plantas.

Conhecido fotógrafo criador de metáforas visuais, Michel Tcherevkoff tem na sua carteira de clientes empresas como a Canon, L’Oreal, Maybelline e Valentino, utilizando nas suas composições a manipulação manual das plantas, onde dá as primeiras formas às esculturas. Depois desses ajustes iniciais é que são fotografadas e processadas no estúdio do próprio Tcherevkoff onde seis computadores ligam-se a um monitor principal, próprio para produções de cinema, que mede 30 polegadas; lá, alcança as formas desejadas através do programa Photoshop. O projecto tem feito sucesso; as imagens still life formaram o catálogo Shoe Fleur: a footwear fantasy, que lhe rendeu exposições no Museu de Arte e Design de Nova Iorque e no Museu Virtual do Sapato.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

A Vida Portuguesa


No endereço http://www.umacasaportuguesa.com está - de uma forma graficamente exemplar - uma viagem no tempo e na memória, simultaneamente colectiva e íntima. Está não um regresso ao passado mas um regresso às origens. Às origens do design comercial em Portugal, às origens das peculiaridades do consumo, às origens de produtos que por uma ou outra razão souberam resistir à mais dura das provas, o tempo.

O site tem objectivos comerciais, bem sei, mas não deixa de ser um esforço digno de aplauso (de pé) e uma ideia que para lá de brilhante se mostra cada vez mais, necessária. O projecto é da autoria de Catarina Portas, cujo curriculum comporta a mais importante das habilitações para este tipo de aventura: a paixão pela identidade portuguesa.

O site em si obedece a um critério tão simples quanto o de deixar falar o que se oferece. A beleza dos produtos expostos dificilmente seria ultrapassada pelas mais recentes e inovadoras campanhas publicitárias. O Flash serve apenas o propósito básico de tornar a apresentação mais fluída, as cores fortes são dadas pelos produtos e o ambiente nostálgico pelo branco queimado do "papel" que serve de interface. Das magníficas caixas do Azeite Triunfo às latas de limpa-metais Coração, da Pasta (ex-medicinal) Couto aos internacionalmente famosos Ach. Brito, é possível (re)encontrar uma enorme quantidade de produtos que fizeram (e ainda fazem) parte do quotidiano dos portugueses.

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Sky Bridge






No alto da montanha Gunung Mat Cincang, na Malásia, localiza-se uma das mais incríveis pontes do mundo. Mesmo para leigos em engenharia, imaginar que uma enorme estrutura como esta fica apoiada num único pilar já é um exercício de tirar o fôlego; como a natureza ao redor da Sky Bridge.

A Sky Bridge espalha-se por 125 metros e, graças à sua exclusiva curvatura, proporciona diferentes perspectivas de paisagens para os visitantes. O corredor possui 1,80 m de largura e duas plataformas triangulares com o dobro deste tamanho servem como miradouros, oferecendo uma espectacular vista do Mar de Andaman e da ilha tailandesa de Tarutao.

O acesso também pode ser outra inegualável experiência, com o cable car, um teleférico com carrinhos de formas arredondadas que chega ainda mais alto ... A subida e a descida parecem ser como a tudo relativo à ponte e à vista lá do alto: inesquecíveis!