terça-feira, 3 de junho de 2008

As Caras das Coisas






Com um misto de curiosidade, poder de observação e paranóia q.b. é possível ver caras nas coisas: uma janela lembra um olho; um fecho, um nariz; uma ranhura, uma boca; uma prega de um casaco, um bico... Os objectos inanimados observam-nos com os seus olhos fixos, sem pestanejar. São casas, carros, janelas, contentores do lixo, caixas de correio. De dia fazem-nos sorrir; à noite podem ser particularmente assustadores.

1 comentário:

Anita disse...

Fiquei encantada com "As caras das coisas"!! Fascinante!!
Parabéns!